quarta-feira, 4 de abril de 2012

A Glória de Deus e o homem.


         Quando o SENHOR Deus criou o mundo e o homem, era seu desejo que desfrutássemos a todo instante da Sua Glória. Adão e Eva desfrutavam da Glória do Senhor a todo instante. Havia harmonia em toda a criação. Não havia doença, pobreza nem sofrimento, era literalmente o paraíso. O paraíso que tanto buscamos, e que Adão e Eva jogaram fora, apenas para provar de um fruto, que em suas opiniões, começando pela abalizada opinião da serpente, lhes daria a capacidade de se tornarem iguais a Deus. Como se isso fosse possível.
Hoje em dia não é diferente. Alguns, muitas vezes trocam a possibilidade de estar com Deus em Sua Glória, por prazeres mundanos que não os levam a lugar algum, e os afastam d’Ele.
         Desde sempre, o homem em sua busca por vida espiritual plena, acaba encontrando a morte espiritual. Foi isso que encontraram Adão e Eva, no Jardim do Éden, morte espiritual, nos arrastando com eles, pois também somos parte desta mesma criação.
O que será que está sendo feito para que possamos voltar, pelo menos um pouco, a usufruir da Glória do Senhor? Sim, porque podemos voltar a usufruir dessa glória, através de algumas providências que poderemos tomar para isso. Não precisamos morrer, e adentrar ao paraíso para que isso aconteça. Lá, veremos o Senhor face a face, sem nenhum véu, ou nuvem, mas a Sua Glória, podemos resgatá-la, aqui mesmo. Bastam apenas algumas medidas que devem ser tomadas.
         O Senhor sempre esteve disponível para estar conosco, e através dos tempos bíblicos Ele provou que sempre quer estar andando no meio de nós. Para isso, usou diversos homens de fé, como instrumento, através das inúmeras alianças que Ele fez com o seu povo.
         O Senhor, com certa dificuldade, sempre encontrou homens íntegros que estavam dispostos a andar nos Seus caminhos, e a obedecê-lo. Mas o que é preciso fazer para trazer a Glória do Senhor para o nosso meio?
         O primeiro passo para isso, é a integridade. Devemos ser íntegros como foram Abrão, Moisés, Noé, Jó, e tantos outros que o Senhor encontrou pelo caminho, em sua infinita busca para se aproximar de sua criação. Toda essa busca culminou com a vinda de Seu Filho Jesus Cristo, o mais íntegro de todos.
         O segundo passo é a disciplina que é própria da divindade. O Senhor não se manifesta em lugares desprovidos de ordem. E, é por esse motivo que não temos mais visto a Glória de Deus se manifestar nas igrejas. 
Os cultos de hoje em dia têm sido mornos, sem vida, destituídos de qualquer reverência ao Senhor. O que vemos são pessoas que cantam e tocam e algumas que dançam, como se o culto fosse um espetácul, buscando a sua própria glória em detrimento da gloria do Senhor. Se não houver reverência legítima a quem deve ser ministrada a devida reverência, a Glória do Senhor não se manifestará.
         E para que serve um culto desprovido da Glória de Deus? Só para o engrandecimento do homem. E, é por isso que mais uma vez o Senhor tem se afastado de Seu povo, por falta de reverência, respeito, e disciplina nos cultos e na vida dos cristãos. Para que as bênçãos sejam abundantes, na vida de todos nós, precisamos voltar a reverenciar a Deus e com isso trazer de volta a Sua Glória no meio de nós. “O caminho do SENHOR é o refúgio dos íntegros, mas é a ruína dos que praticam o mal.” Pv 10-29.
         Quando a Glória de Deus está conosco, temos muito poder, porém quando ocorre o contrário, perdemos todo e qualquer contato com Deus e as coisas boas cessam de acontecer. Tornamo-nos pessoas destituídas do Espírito do Senhor, o mesmo Espírito, que foi soprado as narinas de Adão, no Jardim do Éden.
         Esforcemo-nos para que a Glória do Senhor volte a habitar em nosso meio. Que Ele nos ajude a sermos mais íntegros e disciplinados em todos os aspectos de nossa vida. “Aí sim, a sua luz irromperá como a alvorada,       e prontamente surgirá a sua cura; a sua retidão irá adiante de você, e a glória do SENHOR estará na sua retaguarda.” Is 58-8.
         Honra e glória somente a ti, Senhor!
         Soli Deo Gloria!
         

Nenhum comentário:

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics