domingo, 16 de abril de 2017

Cristo ressuscitou! Ressuscitemos com Ele! Aleluia!

Jesus Cristo, O Messias prometido por Deus, O ungido do Senhor, O Cordeiro de Deus que tirou e continua perdoando os pecados do mundo, o Alfa e o Ômega, Aquele que é, e será por toda a eternidade, ressuscitou dos mortos! Não está aniquilado, mas ainda vive e reina como O Rei dos Reis e Senhor dos Senhores.


Recebemos em redes sociais, telefonemas (não mais com tanta frequência), mensagens que nos reportam a um mundo temporário de paz, de amor, de mudanças positivas, de perdão, de partilha, de esperança, de reflexão, de luta por um mundo melhor, (por um mundo e por um Brasil melhor), de ser caridoso e misericordioso, de conquistas, de espírito de renascimento, de fé, de gratidão, de libertação dos vícios que nos matam aos poucos, seja por excesso de comida, do jogo, do álcool, de drogas lícitas ou ilícitas, da língua que fere o irmão, do mau gênio, e de tantas outras coisas. Mas por que temporário? Não deveria ser essa a forma que deveríamos nos portar o ano todo? 


A Páscoa nos faz lembrar tudo isso porque se comemora a ressurreição da pessoa que mais falou e praticou o amor nesse mundo e junto com o amor vem o pacote todo. Na verdade, Jesus estava falando de caráter. De modificação do caráter. Da força de vontade de nos modificarmos para melhor, de enterrarmos na sexta feira tudo o que nos faz ser piores do que somos. 

E, no domingo ressuscitarmos novos e melhores com Cristo Jesus. É uma oportunidade que temos todos os anos. Porém, só nos preocupamos com ovos, chocolates e tradições que não fazem parte da nossa realidade. E do principal, do que é mais importante e melhor nos esquecemos.


Que possamos esvaziar o sepulcro de tudo o que nos torna piores. E que no domingo, e em todo o ano que transcorrerá depois da Páscoa possamos verdadeiramente ser novas criaturas. 

Que o amor, a gratidão, a misericórdia pelos outros, a vontade de ajudar, e o verdadeiro espírito de renascimento façam parte de nossas vidas e como conseqüência disso, possamos obter a paz, aquela que nenhum entendimento natural vai compreender.

Feliz ressurreição com Jesus!
Honra e glória somente a ti, Senhor!

sexta-feira, 7 de abril de 2017

Determinação e humildade. Baseado no Livro de Rute.

A Bíblia Sagrada na história de Rute e Noemi nos ensina algumas coisas importantes que devemos aprender e colocar em prática em nossas vidas. Ao se perceber idosa, viúva e sem os filhos o desânimo tomou conta de Noemi. Para ela só restaram as duas noras: Orfa e Rute. Orfa desistiu de ficar com a sogra e retornou para junto de sua família em uma terra distante e idólatra. Rute porém, apesar de estar também desprotegida e vulnerável, não abandonou a sogra.  Essa decisão de Rute, a colocou sobre a proteção de Deus e orientou sua vida em uma maravilhosa direção que não poderia ser antevista no momento.


O que aprendemos com essa narrativa é a importância de não desistir de imediato e fazer as escolhas corretas com determinação e humildade.  Ao agir dessa maneira Rute passou a receber conselhos sábios da parte de sua sogra Noemi.


Essas sábias estratégias levaram Rute a conhecer um homem bom e rico chamado Boaz com o qual veio a se casar. Após isso, Boaz resgatou-as de uma vida de pobreza. Logo depois, tiveram um filho que foi o consolo de Noemi em sua velhice.

Essa é uma história que serve de exemplo a todos nós cristãos e não cristãos, porque nos mostra que todos nós estamos sempre vigiados pelo olhar amoroso e cuidadoso de Deus. O Senhor pode resgatar todos os que sofrem todos os alienados, desprezados e sofredores de nossa sociedade, basta apenas que creiamos nisso, e que nos afastemos das veredas da desistência, do desânimo e busquemos seguir os caminhos da determinação, da humildade, honestidade, bondade e justiça.

            Honra e glória somente a ti, Senhor!

domingo, 12 de março de 2017

Colhemos o que plantamos.

Quando plantamos ventos e tempestades, jamais colheremos calmaria! Muitas vezes passamos a maior parte de nossas vidas, escolhendo as sementes que deveremos plantar e nem sempre, escolhemos as melhores para que a colheita seja boa. Às vezes plantamos a semente da discórdia, da ira, da raiva, do desamor, da inveja, e só colheremos somente o que plantamos. Com isso, afastamos de nossas vidas as pessoas que nos são caras, simplesmente por plantar, adubar, hidratar e aguardar “tranquilamente” a frutificação de tais sementes.


            A inveja é o desgosto pelo bem alheio, é o desejo de possuir o que o outro tem, é o desejo de ser como o outro é, de ter a inteligência, o carisma, a saúde, o jeito de ser do outro. A isso tudo são incluídos os bens que a outra possui. Quando não conseguimos o que desejamos, começamos a destilar o nosso ódio por essas pessoas e isso não acontece somente entre amigos e conhecidos, ocorre também entre os familiares, pais e filhos, irmãos, primos e primas etc., dentro da própria família, causando grandes conflitos, contendas e afastamentos.


Jesus foi entregue a Pilatos, pelos membros do Sinédrio por inveja. “Isso porque tinha conhecimento de que o haviam entregado por inveja”.  Mt 27-18. Jesus informa aos mestres da Lei, que o mal não está no que entra no homem, porque o que entra sairá, mas sim, no que sai do homem, pois é de dentro do coração dos homens que procedem aos maus pensamentos, as imoralidades sexuais, os furtos, os homicídios, os adultérios, as ambições desmedidas, as maldades, o engano, a devassidão, a inveja, a difamação, a arrogância, e a insensatez. Ora, todos esses males procedem do interior, contaminam a pessoa humana e a tornam impura. Mc 7.20-23. 


A nossa comunhão com Deus não pode ser interrompida pelo que comemos, e sim pelo pecado consciente, intencional, persistente, aquele que não abandonamos por nada. Tornamo-nos uma nova criatura, mas não conseguimos nos separar do veneno que nos acompanha desde sempre. Quem planta tempestades, com certeza não colherá calmaria. A calmaria só é colhida por nós quando plantamos sementes que estão em total sintonia com o que agrada a Deus. Precisamos trocar nossos corações de pedra por um coração de carne. Precisamos enterrar a velha criatura para que verdadeiramente renasça a nova, a que plantará as sementes de amor, mansidão, paz, serenidade, domínio próprio e harmonia com os nossos irmãos, sejam familiares ou não.


Que o Senhor nos ajude a que possamos plantar somente sementes que nos ajude a colher a calmaria que tanto o nosso espírito e alma necessitam, e nunca tempestades.

Honra e glória somente a Ti, Senhor!

sexta-feira, 10 de março de 2017

O coração de pedra e suas consequências.



O povo de coração endurecido, que deixou o Egito, debaixo da poderosa mão do Deus de Israel, não conheceu a Terra Prometida. Andaram em círculo durante 40 anos, sem alcançarem as promessas do Senhor. Eles só reclamavam e cobravam do Senhor Deus as guloseimas que tinham onde estavam cativos. Não tinham liberdade e eram tratados debaixo da chicote. Mas queriam comer cebolas e alhos. E, nós o que temos feito? Temos reclamado da falta de alhos e cebolas ou estamos satisfeitos com o que Deus nos dá? Que possamos fazer jus as promessas do Senhor para nós, sem lamentações, que os nossos corações não fiquem empedernidos, insensíveis, impiedosos, para não ficarmos de fora e possamos adentrar a terra prometida!

Honra e glória somente a Ti, Senhor!

sexta-feira, 30 de dezembro de 2016

O Ano de 2017 está batendo à nossa porta.

O Profeta Jeremias no capítulo 29 de seu livro diz que: “Porquanto somente Eu conheço os planos que determinei a vosso respeito, declara O Senhor, planos de fazê-los prosperar e não de lhes causar dor e prejuízo, planos para dar-vos esperança e um futuro melhor”. Jr 29-11. Muitas vezes precisamos de alguém para nos liderar e que nos impulsione a seguir adiante. Quando se aproxima mais uma mudança de ano, seja em datas de aniversário, como também o ano, necessitamos confiar, acreditar que existe alguém que acredite que somos capazes de prosseguir, pois muitas vezes nem nós mesmos acreditamos que podemos conseguir.


Precisamos crer em nós mesmos, que conseguiremos realizar todas as tarefas que recebemos de Deus e que Ele estará conosco por todo o caminho que venhamos a trilhar. É difícil! Muitas vezes pensamos que não vamos conseguir. Porém, o Senhor promete que estará conosco nos liderando, pois Ele é esse tipo de líder. O que coloca para cima, que apóia que puxa as orelhas, mas que também sabe direcionar. O Senhor conhece o futuro, e seus planos para nós são bons e cheios de esperança. Ele sabe o que está por vir e por isso sabe, como e quando nos direcionar. Isso não significa que seremos poupados da dor, do sofrimento ou das dificuldades, mas Deus nos ajudará a vencer as lutas, enquanto precisarmos. 


O segredo para que tenhamos coisas boas com excelência no Ano Novo é seguir os ensinamentos da Bíblia Sagrada que é a bússola de todo cristão. A Palavra é viva, eficaz e atualizada e nos diz: “E, então dali buscarás ao Senhor Teu Deus, e O acharás, quando O buscares com todo coração e com toda a sua alma”. Dt 4-29. Essa é uma promessa que o Senhor Deus nos faz. Se quisermos conhecê-lo, Ele nos prometeu que O acharíamos se o buscássemos de todo o nosso coração e alma. Ele se deixará encontrar, e conhecer por nós. Entretanto, tudo isso deve ser feito com total devoção e fé. Precisamos crer que Ele existe e que se deixará encontrar por aqueles que O buscam. Para que tudo corra bem devemos submeter todos os nossos pensamentos cativos à Cristo e a vontade suprema do Senhor Deus. Até os nossos pensamentos devem ser submetidos ao seu controle à medida que vivermos para Ele. “Destruímos vãs filosofias e a arrogância que tentam levar as pessoas para longe do conhecimento de Deus, e dominamos todo o pensamento carnal, para torná-lo obediente a Cristo”. II Co 10-5.

Dessa forma teremos comunhão com Deus e seremos plenos do Espírito Santo. Se agirmos dessa maneira não tem erro, o nosso Ano Novo será de muito sucesso. Vamos nos esforçar nesse sentido, oferecendo os nossos pensamentos em sacrifício a Cristo e Ele nos recompensará nos dando paz, amor, alegrias, prosperidade, saúde, um futuro melhor e muita sabedoria para vivermos muito bem o ano que começa.

Feliz Ano Novo a todos!!!!
Honra e glória somente a ti, Senhor!

sexta-feira, 23 de dezembro de 2016

Jesus a luz do mundo!


Jesus a luz do mundo! Aleluia!!!
Seu nascimento é comemorado com muitas luzes. É a festa das luzes. Em, todos os lugares vemos centenas de luzes acesas para comemorar a chegada do Pai das Luzes. Jesus veio para alumiar os que estão assentados em trevas, à sombra da morte, e também para dirigir os nossos pés pelo caminho da paz.

Com Jesus, o sol da justiça nasceu e com eles a salvação. O comércio valoriza muito mais o Papai Noel, porém cabe a nós cristãos mostrar ao mundo o verdadeiro sentido do Natal. Devemos exaltar a Pessoa de Cristo, O Salvador do mundo, O Emanuel O Deus conosco! A nossa postura deve ser a de anunciar: “Não temais, porque eis que vos trago novas de grande alegria, que será para todo o povo, pois na cidade de Davi vos nasceu hoje O Salvador que é Cristo, O Senhor!”

O Natal celebra o nascimento de Cristo, O Salvador do mundo, e não o Papai Noel. Celebra a chegada da luz a esse mundo que vivia em trevas, e a paz que ele tanto necessita. “Glória a Deus nas alturas, paz na terra, boa vontade para com os homens”. O nascimento de Jesus marcou a chegada da presença do próprio Deus, em pessoa, no seio da humanidade.


O Profeta Isaías menciona os títulos divinos do Menino-Deus, o Emanuel, dizendo: “Porque um menino nos nasceu, um filho se nos deu; e o principado está sobre os seus ombros; e o seu nome será Maravilhoso Conselheiro, Deus Forte, Pai da Eternidade, Príncipe da Paz”.

O anjo do Senhor ao anunciar o nascimento de Jesus fez três revelações acerca do menino Jesus, disse: Ele é o Salvador do mundo, Ele é o Cristo, O Messias tão esperado por Israel, e Ele é o Senhor do universo! Lc 2-11.

Celebremos, pois, o nascimento do Senhor Jesus, essa linda festa com alegria, paz, amor, fraternidade, luz e generosidade para com os menos favorecidos, pois Jesus é o verdadeiro sentido do Natal. Ele é o motivo da festa!

Feliz Natal a todos!!!!
Honra e glória somente a Ti, Senhor!

domingo, 4 de dezembro de 2016

Ó Jesus, entra em cena!

Em seu devocionário Um ano com Jesus Eugene H. Peterson nos ensina a fazer essa pequena oração: Ó Jesus, entra em cena! Só costumamos pedir dessa forma quando todas as possibilidades possíveis já se esgotaram. A nossa fé só é realmente colocada em prática quando todos os recursos humanos que temos ao nosso dispor acabaram.


Aí a fé entra em ação. A prova das coisas que não vemos ou tocamos e a certeza de que haveremos de receber o que esperamos Hb 11-1, vem em nosso socorro e o significado dessa pequena frase é o que mais precisamos: Ó Jesus, entra em cena! E, isso quer dizer: Jesus vem em meu socorro, me livra de tanto sofrimento, acende a luz em minha alma que está em total escuridão, ajuda-me a conseguir um emprego para que não falte comida à mesa de minha família, onde só temos feijão e arroz para essa noite, socorre-me porque preciso de um médico e de remédios para que minha dor cesse, ajuda-me a encontrar a pessoa certa para me relacionar e casar; ajuda-me a manter meu casamento que está por um fio, ajuda-me porque não consigo parar de me drogar, ajuda-me a me relacionar melhor com as pessoas, socorro Senhor! As petições são muitas e infindáveis.


Como diz o texto da revista Ultimato novembro/dezembro de 2016, essa frase não é um mantra e não tem nada a ver com auto-ajuda, é somente um sofrido pedido de socorro de alguém que já não tem nenhuma alternativa.

Quando a noite escura da alma bater a sua porta, não tenha dúvida, peça socorro ao Senhor, pois só Ele poderá nos ajudar a encontrar o consolo, seja em que área estejamos necessitados.  Ó Jesus, entra em cena, por favor! Poderemos constatar que esse pedido fará toda a diferença e as angústias e sofrimentos chegarão ao fim, é só colocar em prática!

Honra e glória somente a ti, Senhor!
Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics