segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

Usos e costumes das igrejas. O que realmente diz a Bíblia?

Um dia desse eu ouvi uma conversa muito interessante entre duas senhoras, uma era membro da igreja Deus é amor e a outra não era nem evangélica. É provável que essa outra pessoa nunca tenha ouvido falar dessa igreja. Na conversa, a da igreja explicava para a outra como era ser alguém crente em Jesus Cristo, (no entendimento dela, é claro.) Então ela dizia: - Pintar cabelo? Não, eu não faço isso, meu cabelo é puro como uma plantinha. Só uso vestido ou saia, maquilagem nem pensar, não podemos pintar as unhas. Minha igreja tem doutrina. A outra disse: - Então a senhora é evangélica? - Ela disse sim, por isso não faço nada disso. Minha igreja não permite. A outra perguntou: - São todas assim? - A outra respondeu, não. Mas a minha é a mais correta, justamente por ter essas proibições. Senti no tom da voz dessa moça (a da igreja), certa soberba, um orgulho que são totalmente condenados pela Palavra de Deus.

 A Bíblia não condena essas coisas. E, existem igrejas que não proíbem nada disso e nem por isso são inferiores a igreja dessa senhora. Não pintar o cabelo não define o caráter de ninguém. Pintar ou não pintar as unhas deve ficar a critério de cada um. Usar ou não saias ou vestidos ao invés de calças compridas, também. Existem saias e vestidos muito mais indecentes do que calças compridas. Tudo depende do senso de cada um. Ela falava com grosseria, usava um tom de voz autoritário como os antigos fariseus que Jesus tanto combatia, “Ai de vós, doutores da Lei e fariseus hipócritas! Porque limpais o exterior do corpo e do prato, mas por dentro, estes estão repletos de avareza e cobiça”, Mt 23-25 e, não deixava a outra parte falar. 
A Palavra de Deus não condena pintar ou cortar os cabelos, condena sim, às maledicências, as contendas, a falta de amor e de perdão, o orgulho, a soberba, as fofocas etc. Não é assim que se ministra a Palavra de Deus. Jesus ministrava com amor e em amor. Era manso e humilde de coração, apregoava fardos leves e jugos suaves e não o que eu estava ouvindo. 
Jesus vê o coração das pessoas não a roupa, as unhas, os cabelos se estão compridos ou pintados. Do que adianta ter cabelo que nunca foi pintado, compridos e maltratados, usar somente saias ou vestidos, unhas sem esmalte, se o coração dessa pessoa está negro, e nele habita a falta de amor? Isso não vale nada para Deus. É preciso haver equilíbrio no agir das pessoas, é isso que Jesus deseja de nós. Ele nos propõe que ocupemos um lugar ao lado d’Ele para que possamos andar com menos esforço, evitando os sofrimentos que muitas vezes nos são impostos pela vida. Ele nos pede que sejamos mansos, bondosos, pacientes, humildes, e amorosos, pois só assim seremos queridos, amáveis e as pessoas que não O conhecem poderão conhecer através de nós. É isso o que Jesus deseja de nós. Corações limpos, prontos a ajudar ao próximo com amor. Não devemos tomar para nós jugos maus e nem fardos pesados impostos por terceiros. A Bíblia deve ser sempre consultada antes de qualquer coisa. 
“Vinde a mim todos os que estais cansados de carregar suas pesadas cargas, e Eu vos darei descanso. Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração, e assim achareis descanso para as vossas almas, pois o meu jugo é bom e a minha carga é leve”. Mt 11.28-30.
Jesus nos promete alívio e descanso. Simples assim!
Honra e glória somente a ti, Senhor!

Um comentário:

Luciane disse...

Pura verdade...acabam pecando por reparar em quem pinta o cabelo ou usa calça...boa reflexao.

Real Time Web Analytics Real Time Web Analytics